Inferno

From RPGWiki
Inferno

[Bolsão espiritual isolado]

Um dos maiores vales espirituais. Tão grande que passou a ser considerado um Plano Espiritual a partir do século XIII, com a descrição do viajante astral Dante Allighieri.

A origem de tudo está relacionada à Guerra Celestial. Assim que a luz divina criou nosso universo, uma sombra foi projetada dela, pois não existe luz sem a escuridão. Assim sendo, a primeira entidade que surgiu na orbe terrestre após a chegada do Demiurgo foi Satan (Shaitan no original hebraico).

Da mesma forma que Jeovah, Shaitan não possui um Avatar (como os hindus chamam a representação física de um deus na Terra), constituindo uma essência maligna por sua própria natureza. Satan permaneceu acompanhando a evolução dos mundos e observando durante milênios, encarnando uma fração de Spiritum ainda sem nome definido.

O Inferno começou a ser formado oficialmente com a derrota das legiões de Lúcifer na Primeira Guerra Celestial. O encontro do comandante das legiões angelicais com o espírito de Shaitan formou as bases do que seria conhecido como “o Fosso”, onde habitavam os anjos caídos e onde hoje fica localizado o nono e mais profundo círculo do Inferno.

Com o passar dos séculos, outros demônios foram se agrupando ao redor do Fosso, atraído pelo mesmo tipo de forma-pensamento maligna. Hades, Set e outros deuses dos reinos subterrâneos formaram pequenos vales espirituais que acabaram se agregando ao Fosso ao longo do tempo, aglutinando-se em uma região espiritual cada vez maior.

A partir de 2000 a.C., a queda de Baalzebub, Astaroth e outros deuses acrescentou novas áreas ao “Reino Subterrâneo”, que era o nome daquela região nesta época. Com a chegada de diversas legiões de demônios, tornou-se necessária a formação de círculos específicos para que os demônios pudessem melhor se alojar no Fosso.

O termo “Círculo” não é exatamente preciso, porque na verdade, as regiões não são exatamente circulares. Existem bordas elípticas, grandes planaltos e regiões intermediárias, bem como algumas passagens diretas de círculos mais afastados para os mais internos. Estas regiões estão dispostas umas sobre as outras, como grandes camadas dimensionais que não obedecem nenhuma lei física conhecida (o que torna o Inferno realmente difícil de mapear!).

A partir deste período, o Inferno foi tomando lentamente a forma que possui nos dias de hoje, com a ajuda das legiões romanas derrotadas pelo cristianismo, até ser mapeado pelo explorador Dante Allighieri, em um tratado sobre o Inferno conhecido como “A Divina Comédia”. Depois disso, pouca coisa mudou na estrutura do Inferno.

Segundo Dante, os círculos são em número de nove, alguns deles subdivididos. São eles:

Entrada

Antes do rio Aqueronte: nesta parte ficam as almas dos ignavos e, mais próximos ao rio, as almas dos recém-mortos, que devem embarcar com Charon.

Limbo

Limbo: neste nível ficam as almas daqueles que não foram batizados. Existe um templo grego neste círculo, habitado pelos sábios da Antigüidade que, embora não batizados, tiveram uma vida virtuosa. Existe também um castelo, sete vezes de muros altos cercado, que para se chegar até ele é necessário cruzar sete portas. Neste castelo vivem, entre outros, Enéias, César, Camila, Márcia, Lucrécia, Tarquino, Cornélia, Platão, Sócrates, Tales, Zeno, Heráclito e Anaxagora. Orfeu, Túlio, Ptolomeu e Sêneca, além de Virgílio.

Minos guarda a porta do segundo círculo e diz ao condenado para onde se dirigir.

Reino dos Furacões

Reino dos Furacões: neste círculo são castigados os luxuriosos, que ficam sendo jogados e arrastados nas pedras por furacões e tornados.

Gula

Gula: No terceiro círculo estão os gulosos, cuja pena consiste em ficarem prostrados debaixo de uma forte chuva de granizo, água e neve, e serem dilacerados pelas unhas e dentes de Cérbero, o cão de 3 cabeças..

Avarentos

Averentos: O quarto círculo é protegido por Plutão. Nele estão encarcerados os avarentos, que são condenados a arrastarem enormes pesos e correntes, sacos contendo milhares de moedas de ouro. Também próximo ao rio Estiges, milhares de avarentos, cujas mãos não tem dedos, ficam se batendo o tempo todo e tentando pegar as moedas de ouro que brotam de fontes.

Ira

Ira: Na outra margem do rio Estiges fica o quinto círculo, lar dos irascíveis e os acidiosos. A roda da fortuna fica neste círculo. A cidade de ferro habitada pelos demônios chamada Dite se encontra neste círculo, em uma ilha.

Herégia

Herégia: Neste círculo ficam os hereges, aprisionados em tumbas abertas que exalam odores terríveis. Este círculo é coberto de covas, sepulturas e tumbas. Os demônios que residem aqui moram em mausoléus.

Violentos

O sétimo círculo é considerado o primeiro dos círculos inferiores e é guardado pelo Minotauro. É onde ficam os violentos. Este círculo é dividido em 3 compartimentos:

  • VII-1- Um rio de sangue borbulhante, onde são punidos os que foram violentos com os outros ou com as posses dos outros. Os tiranos também ficam aqui. Centauros ficam de prontidão para flechar quem tentar sair do rio.
  • VII-2- Nesta área são punidos os violentos contra sí mesmos, que ficam presos na forma de grandes árvores, cujas folhas negras as hárpias arrancam; os dilapidadores dos próprios bens ficam soltos nestas florestas, sendo constantemente dilacerados por cães, e se reformando em seguida. O Bosque dos Suicidas fica bastante próximo da Floresta Negra das Hárpias.
  • VII-3- O terceiro compartimento é um deserto de areias escaldantes, onde ficam os violentos contra Deus, contra a natureza e contra as artes. Neste compartimento, há ainda um lago de sangue, onde ficam os sodomitas. Os violentos contra as artes são obrigados a carregarem pesadas bolsas com os objetos que destruiram, e o brasão de suas famílias. Este compartimento é guardado por Gerion.

Malebolge

Malebolge

Malebolge: o oitavo círculo trata dos fraudulentos e está dividido em dez compartimentos concêntricos.

  • VIII-1- No primeiro compartimento são punidos com açoites das mãos dos demônios os alcoviteiros.
  • VIII-2- Nesse compartimento jazem em esterco os aduladores e as mulheres lisonjeiras.
  • VIII-3- Neste compartimento são punidos os simoníacos (o mercador das coisas sagradas). Estão eles, de cabeça para baixo, metidos em buracos no fundo e nas encostas dos compartimentos. As plantas dos pés, que estão fora dos buracos, são queimadas por chamas. Neste compartimento está o papa Nicolau III.
  • VIII-4- No quarto compartimento são punidos os impostores que se dedicaram à arte divinatória, que tem o rosto e o pescoço voltados para as costas, pelo que são obrigados a caminhar ao reverso.
  • VIII-5- Neste compartimento são punidos os trapaceiros que negociaram os cargos públicos ou roubaram seus amos e senhores. Eles ficam mergulhados em piche fervendo, vigiados por demônios armados com tridentes para abrir a barriga dos que tentarem escapar.
  • VIII-6- Os hipócritas são condenados a vestir pesadas capas de chumbo dourado.
  • VIII-7- Os ladrões ficam no sétimo compartimento, em um fosso cheio de serpentes horríveis que os picam, matando-os de uma morte agonizante, e depois renascendo das cinzas ou se transformando em serpentes também.
  • VIII-8- Em altas chamas, os maus conselheiros são punidos com severidade, queimando pela eternidade e renascendo das cinzas para queimarem novamente. Diômedes e Ulisses estão neste compartimento.
  • VIII-9 Aqui encontram-se os semeadores de cismas e escândalos civis e religiosos. Maomé está preso aqui. Vão sendo retalhados lentamente pelas espadas dos demônios.
  • VIII-10. Nesse compartimento ficam os falsários, que são punidos com úlceras fétidas e enfermidades nauseantes. Aqui se encontram os alquimistas, pesquisando sem sucesso uma cura para as enfermidades à que são submetidos. Os falsários de moedas sofrem de uma terrível sede. Os que falaram falsamente são atacados por uma febre eterna.

Caerna

O último círculo, dividido em quatro compartimentos cobertos de gelo e neve:

  • IX-1- Caína: nesse compartimento estão os traidores do próprio sangue. Seu governante é Caim.
  • IX-2- Antenora: nesse compartimento estão os traidores da pátria e do próprio partido.
  • IX-3- Ptoloméia: o lago congelado onde estão enterrados parcialmente os traidores dos amigos.
  • IX-4- Judeca: estão os traidores de seus benfeitores. O castelo de Lúcifer fica nesta parte do Inferno.