Tenebras

From RPGWiki
Jump to navigationJump to search

Esse plano é ainda mais afastado e decadente que Infernun. Toda a vida em Tenebras foi destruída há milênios, muito antes do surgimento da raça humana na Terra. Alguns seres que habitavam esse plano conseguiram, através de complexos e perigosos Rituais, escapar para uma dimensão neutra, chamada Limbo, onde permanecem inativos durante milênios e milênios, esperando pelas conjunções planetárias corretas, ou por seres que realizem os complexos rituais que os tragam a Terra.

Tais entidades são quase onipotentes. Às vezes liberam uma ínfima parte de seu poder sobre a Terra, algo como tentáculos psíquicos, na tentativa de "sondar" o mundo em busca de hospedeiros para sua consciência. Esses tentáculos astrais são capazes de atingir a alma de um indivíduo ou grupo, realizando uma verdadeira "lavagem cerebral", e convertendo essas pessoas em agentes da entidade.

Às vezes, tais fragmentos de consciência são aprisionados em ídolos, esculturas e pedras místicas por magos ou outras criaturas sobrenaturais. Ficam assim armazenados, até que alguém os liberte — acidental ou propositadamente. Kthulhu, Dagon e Vampyr são três exemplos de criaturas de Tenebras.[1] [2]

Referências

  1. Arkanun, 3.ed.rev. (abr. 2004), págs. 122-3.
  2. Trevas, 3.ed.rev. (abr, 2004), pág. 204.

Ver também